Ataque consumista

Eu, como profesora que sou — que ainda não recebo o salário mínimo do Lula, nem tenho 1/3 do meu tempo de trabalho dedicado ao planejamento como está na Lei — fui às compras. Ó, que fina que sou. Não, nem tanto! Na verdade, precisava de um jeans há muito tempo (né, mãe?!) e aproveitei para fazer uma extravagância. Comprei livros. Não quaisquer livros. Peanuts!

Estava louca pela coleção pocket da LP&M do Peanuts e — que ótimo! — comprei ontem. Já devorei o volume 1. Não pensei que tão rápido eu leria um dos volumes.

Bem, é feio dizer isso, mas tenho certeza de que tu vais morrer de inveja!

Hahahahahaha

É baratinho, compra o teu!

Anúncios

Campanhas

Campanha1:

Pede um autógrafo, se encontrar um brigadiano na Osvaldo Aranha! É mais fácil encontrar a Madonna correndo pelada pela Osvaldo Aranha, do que um brigadiano. Não, os assaltos não são tão raros.

.

.

.

Campanha 2:

Não vota em candidato que acorda as pessoas às 3 da tarde com carro de barulho. Porque não é som o que sai daqueles carros. Há dias em que o barulho começa às 8h da manhã do domingo. Não há melhor anticampanha!

.

.

.

Campanha 3:

Por que o trabalho e os estudos não se adaptam ao nosso horário de dormir. É SEMPRE o contrário! Biorritmo é tudo nessa vida! 😛

.

.

.

Bom finde!

Diverte-te!

Mobilização

Esse blogue é o paladino do salário do Lula. Não! Não é. É um paladino de um salário que possa beirar o digno para os professores. Sendo isso medida eleitoreira ou não!

Professores protestam contra posição do governo sobre piso nacional do magistério no RS

Os professores da rede estadual de ensino interromperam as aulas nesta sexta-feira para protestar contra a posição do governo sobre piso nacional para o magistério. A direção do CPERS/Sindicato afirma que a adesão à paralisação é de 60% na Capital, e de 100% em alguns municípios do interior, como Rio Grande, Bento Gonçalves e Santa Cruz do Sul.

A manifestação deve se prolongar até o final do dia contra a posição do governo do Estado sobre o piso nacional de R$ 950 para o magistério, sancionado no mês passado. Em julho, a secretária da Educação, Mariza Abreu, chegou a afirmar que a lei é inconseqüente, por causa do impacto que vai provocar na folha salarial. Mariza explica que começou a encaminhar, junto ao governo federal, as negociações para alterar itens da lei. (ah, tá!)

TIREI A NOTÍCIA DA ZERO HORA

ESQUECE O CPERS, AQUI ESTÁ O QUE REALMENTE IMPORTA:

Segundo cálculos do Estado, a medida elevará em R$ 1,5 bilhão o custo anual com a folha de pagamento, além de exigir contratação de 27 mil professores. Durante a manhã, representantes do CPERS e da secretaria se reuniram para discutir o assunto. Hoje à tarde, um grupo de sindicalistas realiza ato público em frente ao Palácio Piratini.

Dinheiro para juiz, governador e secretários tem. Não tem?

Tengo Todo

Essa é a bola da vez no meu Winamp. Pode até parecer letra edificante, mas eu não acho. Para mim, está mais para embate filosófico.

Sei lá…

Tengo Todo

Café Tacvba

Cuando no deseo nada, tengo todo.
Cuando no deseo nada, tengo más.

Lo mío no es mío si sólo es mío,
lo mío no es mío si sólo es mío.

Si busco en el todo, encuentro el sino…
Liberar y disolver mi yo en el vacío..

Cuando no deseo nada, tengo todo.
Lo mío no es mío si sólo es mío,
Cuando no deseo nada, tengo más.
lo mío no es mío si sólo es mío.

😉

Ainda não tem vídeo no Tubo. Por enquanto, fico devendo!