Nina Antonioli

foto-bacana

Formada em Letras — Português/Espanhol; professora de Língua Portuguesa e Língua Espanhola; estudante de alemão e de italiano (quando consegue). Mestre em Lexicografia e segura de que estuda dicionários para crianças somente porque está no mesmo nível intelectual delas. Madrinha da Sofia; tia da Clara; filhota da vó, da mãe, da Bi e da dinda. Louca por viagens, por comida boa e por um bom soninho (precisando sempre de bom soninho!). Gosta de cozinhar várias receitas, mesmo sabendo que seus doces têm um pouco mais de chance de prestarem do que os salgados. Adora compartilhar gastronomia com amigos e pessoas queridas. Gosta de cerveja, de vinho e de conhecer cultura via bebidas. Preguiçosa e crente de que a preguiça é ótima conselheira. Vítima da crueldade da pressão baixa em ambientes muy úmidos e quentes. Vítima, também, da sonolência que acomete os momentos e lugares mais inoportunos. Diverte-se excessivamente com livros, histórias em quadrinhos, música, cervejinhas artesanais, sabores diferentes de segundas a domingos e contato com outras culturas. Ama conhecer pessoas e suas “culturas pessoais”. Gosta de estudar, de se informar, de tuitar, de internet (de procrastinar) e de tentar fazer a sua parte em prol da humanidade. Apesar disso, não acredita muito na humanidade e acha que nem Deus apostaria suas fichas nisso. Tenta ser atuante, politizada, crítica e solidária na sua vida comum, mas nem sempre consegue. Desenvolveu, ao longo da vida, senso de humor, a ponto de se frustrar quando deixa escapar o chiste. Acredita, ama, admira, se envolve e se diverte com pessoas. Adora conhecer pessoas e apaixona-se facilmente ao conhecer as gentes.  Descobre o óbvio diariamente: são seus afetos diários que a fazem caminhar. Carinhosa, MUITO carinhosa, piegas e com um amor-sem-fim no coração — o que a faz muitas vezes beirar (e cair dentro d) o clichê.

=)

9 comentários (+add yours?)

  1. rose soares
    Nov 27, 2007 @ 09:03:39

    bom dia,
    meu comentário

    Não é sobre este artigo em especial mas para o todo…..
    99% claro q sempre tem uma vírgula, um travessão, um hífen que a gente não concorde neh hahaha mas de coração, só te resumo numa palavra …… competência. adorei ja tens uma fã guria…… e uma fã paulista …. bjus boa semana

    Responder

  2. Trackback: No news « Algum Olhar
  3. rita
    Mar 03, 2008 @ 19:46:09

    oi adorei seu artigo… bem sendo amiga de sua mãe ja fiquei sua fã a tempos.
    beijos e tudo de bom vc merece da sua amiga de marilia (sp) rita loira……..

    Responder

  4. MARCIO AQUILINO MIQUELON
    Set 09, 2008 @ 15:26:05

    Nina!!!

    Adoro viajar. Moro em Caracol – MS, a 180 Km de Bonito – MS, perto também do Pantanal sul-matogrossense.

    Amei seu comentário e se eu puder te ajudar em alguma coisa… conte comigo!!!

    Amei visitar o Parque Nacional de Aparados da Serra. Simplesmente fantástico.

    Ja morei 4 anos no Amazonas, paraíso mal interpretado pro milhões de brasileiros, e amo viajar, conhecer e valorizo cada ecosistema em sua diversidade e valor!

    Beijo, minha querida!!!

    Responder

  5. Miriam Epifanio Ribeiro
    Abr 11, 2010 @ 22:32:17

    Oi Nina.
    Li teu desabafo quanto a nossa profissão. Tô contigo e não abro.
    Estamos sendo desmotivadas em continuar ministrando aulas em nosso Estado, falo do nosso,
    porque sou funcionária dele e não de outro.
    Estou acompanhando de longe, embora esteja muito perto, teu calvário p/ continuares tua caminhada pedagógica em busca de qualificação.
    Enfim, a escola realmente não é acolhedora, nem para nós professores e muito menos para os alunos de hoje.
    Estamos sujeitos as vontades políticas de governos que passam de 4 em 4 anos e mudam cada vez para pior a nossa situação tanto financiera quanto de qualificação.
    Enfim…
    Te desejo muita sabedoria p/ poder resolver esta situação em que te encontras.
    bjs da amiga e colega.

    Responder

  6. miroca
    Out 02, 2010 @ 20:13:34

    Nina, criei um blog.
    Não sei como usar ainda, mas quero ser tua seguidora.
    bjs

    Responder

  7. miroca
    Out 02, 2010 @ 20:14:43

    Esqueci de dizer o nome
    http://miriamepifanioribeiro.blogspot.com
    titulo: meu blog

    Responder

  8. Bruno Cardoso de Melo
    Jan 30, 2012 @ 23:49:35

    Eita nina, a palavra q eu mais pensei enquanto lia tua descrição é VERDADE. Você é uma pessoa maravilhosamente incrivel! Além de modesta é claro, pois quando estiver lendo isso vai dizer “bem capaz”, rs. Mas é a pura verdade, o convívio, a casa aberta, histórias familiares, pessoais, foi tão carinhosa nesse ponto. Isto pra mim é a coisa mais importante, você mostra que o que é tido como clichê nem sempre o é. Você esqueceu de dizer que a paciencia

    Fui chegando em sua casa, com receio de como seria o pessoal que eu conviveria pela semana, com receio de como a pessoa que me abrigaria seria e de repente “BAH”, entrei na casa já vi uns dvds da mafalda, livretos do snoopy, barris de cerveja, um violão e achei divertido. O dia ja começou intenso, corre pra lá e pra cá do evento, chegando pela noite o pessoal sempre legal e as conversas atenciosas.

    Em seguida me lembro muito do Maracatu, todo mundo dançando e a Nina lá no meio, pulando tbm, estava meio acanhado, mas quando vi Nina pulando ai me soltei…

    As conversas sobre os léxicos registrados do ingles e “liberdade” dos léxicos no portugûes.

    A conversa com destrimos e Canhotismos.

    Os problemas das “caixas de lixo importadas” apontando que os gauchos são os melhores, pois até o “Lixo é um Luxo”.

    Risadas e mais risadas, com direito até a tradução simultânea.

    As fotos que a maravilhosa Tia-Coruja (babava) antes da viajem.

    O bilhetinho doce, nos mais variados aspectos da palavra, que encontrei no meu das minhas bagagens.

    Tudo isso Nina, são memórias vivas, presente e incoporadas, que mantem que você esteja aqui em Marilia e eu esteja ai em porto alegre! Pena não ter conhecido o Paulo, mas pela descrição apaixonada, me parece que ele é muito especial, bem como você!

    Responder

  9. Naila Chaves
    Jan 31, 2012 @ 17:05:22

    Faço minhas as palavras do Bruno, minha cara!

    Você me ensinou muitas coisas nestes valiosos 5 dias!

    Primeiro de tudo, me ensinou os hábitos gauchescos…haha…
    Lembro que no primeiro dia, já tomávamos chimarrão no seu sofá, como se já nos conhecéssemos há tempos! E o canto alegretense…e a reclamar como um gaúcho! rs

    Mas principalmente, me ensinou a admirá-la em toda a sua peculiaridade. É uma mulher bela e forte…tive grande sorte em conhecê-la.
    Enfim, foi pouco tempo, mas muitos sentimentos já nasceram em mim!
    Obrigada por tudo

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: